Projeto Mais Bragança quer Mais Turismo
29 de Março de 2018 – 14:10 | Comentários desligados

Um grupo de 15 jornalistas especializados em turismo, nacionais e estrangeiros, passaram 3 dias em Bragança a convite da Associação Comercial local
No âmbito do projeto Mais Bragança, que tem como promotor a ACISB – Associação …

Leia o artigo completo »
Roteiros e Destinos

Património natural, património construído, cultura, tradições, gastronomia, muitas são as razões para visitar o nordeste transmontano. Uma região com um enorme potencial turístico que vale a pena explorar.

Gastronomia e Vinhos

A gastronomia nordestina é marcada por pratos fortes, carregados de sabor. As carnes de raças autóctones e certificadas dominam a mesa transmontana, onde não faltam os excelentes vinhos do Douro.

Cultura e Tradições

A região nordestina soube como poucas preservar a sua cultura e tradições: as festas tradicionais comunitárias, as comemorações dos solstícios, os caretos, os pauliteiros, são apenas alguns exemplos

Património Natural

Um verdadeiro santuário natural, com três espaços protegidos: o Parque Natural de Montesinho; o Parque Natural do Douro Internacional; e no coração do nordeste fica o Parque Natureza do Azibo.

Economia e Empresas

Numa zona essencialmente rural a economia assenta na agricultura de subsistência complementada com actividades que começam a ganhar dimensão: a pecuária, a produção de castanha e alguma indústria

Início » Novidades

Apresentação do Plano Municipal para a Promoção da Acessibilidade de Macedo de Cavaleiros

Enviado por em 11 de Outubro de 2011 – 15:25Comente

 

macedo_de_cavaleirosO projeto de elaboração do Plano Municipal para a Promoção da Acessibilidade do Município de Macedo de Cavaleiros vai ser apresentado dia 12 deste mês. Para esta apresentação estão convidados a participar e, a colaborar, todos os organismos públicos e privados, religiosos e civis, bem como toda a sociedade do concelho. Segundo um comunicado da autarquia, “este processo quer-se humanizado, daí que o envolvimento da comunidade seja essencial. As diferentes sugestões, permitirão um conhecimento alargado das necessidades, identificadas por muitos daqueles que no dia a dia detetam os problemas, permitindo que o levantamento feito seja o mais completo e minucioso possível”, explica. O Plano Municipal para a Promoção da Acessibilidade, aprovado no âmbito do Programa Rampa do Programa Operacional Potencial Humano (POPH), pretende melhorar a qualidade de vida dos cidadãos em todo o concelho, no que toca à mobilidade em espaço público.
“Este é um instrumento de ação, que incide na via pública, edifícios, transportes, comunicação, info-acessibilidade e turismo, contribuindo para a programação da adaptação dos espaços, reduzindo as assimetrias no seu acesso”, acrescenta o documento da autarquia que frisa que o plano “não se limitará à simples eliminação de barreiras urbanísticas ou roturas das continuidades nos percursos mas sim à identificação das fragilidades sociais e físicas do concelho do ponto de vista da acessibilidade”. Atualmente, o plano encontra-se em fase de diagnóstico, na identificação das dificuldades em todo o concelho, sob coordenação da Proasolutions, empresa com larga experiência nos estudos de acessibilidade na Península Ibérica, com a colaboração da Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto, que tem promovido inquéritos junto da população.

 Comentários estão fechados