Feira de Artes, Ofícios e Sabores – Vimioso
18 de Dezembro de 2013 – 10:52 | Comentários desligados

O certame engloba várias vertentes, do Artesanato aos Produtos Regionais, incluindo o concurso de Doçaria da Castanha, mas também Atuações Musicais, Montaria ao Javali e Raid TT.

Leia o artigo completo »
Roteiros e Destinos

Património natural, património construído, cultura, tradições, gastronomia, muitas são as razões para visitar o nordeste transmontano. Uma região com um enorme potencial turístico que vale a pena explorar.

Gastronomia e Vinhos

A gastronomia nordestina é marcada por pratos fortes, carregados de sabor. As carnes de raças autóctones e certificadas dominam a mesa transmontana, onde não faltam os excelentes vinhos do Douro.

Cultura e Tradições

A região nordestina soube como poucas preservar a sua cultura e tradições: as festas tradicionais comunitárias, as comemorações dos solstícios, os caretos, os pauliteiros, são apenas alguns exemplos

Património Natural

Um verdadeiro santuário natural, com três espaços protegidos: o Parque Natural de Montesinho; o Parque Natural do Douro Internacional; e no coração do nordeste fica o Parque Natureza do Azibo.

Economia e Empresas

Numa zona essencialmente rural a economia assenta na agricultura de subsistência complementada com actividades que começam a ganhar dimensão: a pecuária, a produção de castanha e alguma indústria

Início » Novidades

É sexta-feira 13, Montalegre está em festa

Enviado por em 13 de Janeiro de 2012 – 11:08Comente

bruxaA vila de Montalegre celebra hoje a primeira das três «sexta-feira 13» de 2012 com dois espectáculos nas imediações do castelo, queimada do padre Fontes, animação, concentração e desfile de bruxas e figuras demoníacas pelas ruas.

O presidente da Câmara de Montalegre, Fernando Rodrigues, acredita que a vila de Trás-os-Montes vai receber «milhares» de pessoas para assistir a um espectáculo de rua «único» no país.

Por isso, o investimento de 40 mil euros no evento é considerado de «risco zero» porque o retorno para os produtores e empresários locais é «enorme».

O programa da primeira sexta-feira 13 do ano inclui um desfile de bruxas, diabos e figuras do além pelas ruas, um jantar endiabrado, a encenação de duas peças teatrais junto ao castelo e um espectáculo piromusical.

Mas, o ingrediente principal da noite é a preparação e esconjuração da queimada, licor feito à base de aguardente, limão, mel, açúcar e maça, pelo padre Fontes, conhecido por «Bruxo-Mor».

Para combater o frio, a organização vai colocar ao longo das várias ruas fogueiras, duas tendas e cobrir com toldos a artéria que liga a câmara ao castelo.

A organização quer os visitantes vestidos «a rigor» para dar «mais cor e dimensão» ao espectáculo.

A Noite das Bruxas é organizada pela Câmara de Montalegre desde 2002, sendo já parte integrante do calendário cultural.

 Comentários estão fechados