Feira de Artes, Ofícios e Sabores – Vimioso
18 de Dezembro de 2013 – 10:52 | Comentários desligados

O certame engloba várias vertentes, do Artesanato aos Produtos Regionais, incluindo o concurso de Doçaria da Castanha, mas também Atuações Musicais, Montaria ao Javali e Raid TT.

Leia o artigo completo »
Roteiros e Destinos

Património natural, património construído, cultura, tradições, gastronomia, muitas são as razões para visitar o nordeste transmontano. Uma região com um enorme potencial turístico que vale a pena explorar.

Gastronomia e Vinhos

A gastronomia nordestina é marcada por pratos fortes, carregados de sabor. As carnes de raças autóctones e certificadas dominam a mesa transmontana, onde não faltam os excelentes vinhos do Douro.

Cultura e Tradições

A região nordestina soube como poucas preservar a sua cultura e tradições: as festas tradicionais comunitárias, as comemorações dos solstícios, os caretos, os pauliteiros, são apenas alguns exemplos

Património Natural

Um verdadeiro santuário natural, com três espaços protegidos: o Parque Natural de Montesinho; o Parque Natural do Douro Internacional; e no coração do nordeste fica o Parque Natureza do Azibo.

Economia e Empresas

Numa zona essencialmente rural a economia assenta na agricultura de subsistência complementada com actividades que começam a ganhar dimensão: a pecuária, a produção de castanha e alguma indústria

Início » Novidades

Macedo de Cavaleiros tem Museu Vivo do MEL

Enviado por em 13 de Março de 2012 – 11:29Comente

melMacedo de Cavaleiros tem um novo museu dedicado ao mel, o Museu Vivo do Mel que, de acordo com Manuela Miguel, da organização, trata-se de um museu interactivo, onde qualquer pessoa pode ver, ou mesmo produzir mel.

“O museu tem estado a crescer devagarinho. Temos comprado algumas coisas mas muitas delas são doadas pelos amigos”, explicou. No entanto, no museu interactivo as pessoas podem mesmo ir acompanhar os promotores junto das abelhas. Para os menos corajosos, haverá a possibilidade de ver o processo através de um vidro.

A inauguração do novo equipamento aconteceu durante a feira Apiocasião, um certame que reuniu produtores de mel de todo o país, mas também de França e Espanha.

Na primeira edição passaram pelo certame mais de 300 pessoas, o que leva Manuela Miguel a dizer que o grande objectivo é fazer de Macedo de Cavaleiros a capital da apicultura.

“Já no ano passado tivemos muita gente de Espanha e França e mesmo das ilhas. Estamos a tentar que seja uma feira cada vez maior”, sublinhou a promotora do evento.

Depois do sucesso da edição deste ano, Manuela Miguel espera continuar com o certame. “Continuamos a superar as expectativas”, frisou, garantindo que “é para fazer uma terceira edição”. Entre os expositores também reinava o ânimo pois, apesar dos tempos de crise, as vendas foram melhores do que no ano passado.

 Comentários estão fechados