Feira de Artes, Ofícios e Sabores – Vimioso
18 de Dezembro de 2013 – 10:52 | Comentários desligados

O certame engloba várias vertentes, do Artesanato aos Produtos Regionais, incluindo o concurso de Doçaria da Castanha, mas também Atuações Musicais, Montaria ao Javali e Raid TT.

Leia o artigo completo »
Roteiros e Destinos

Património natural, património construído, cultura, tradições, gastronomia, muitas são as razões para visitar o nordeste transmontano. Uma região com um enorme potencial turístico que vale a pena explorar.

Gastronomia e Vinhos

A gastronomia nordestina é marcada por pratos fortes, carregados de sabor. As carnes de raças autóctones e certificadas dominam a mesa transmontana, onde não faltam os excelentes vinhos do Douro.

Cultura e Tradições

A região nordestina soube como poucas preservar a sua cultura e tradições: as festas tradicionais comunitárias, as comemorações dos solstícios, os caretos, os pauliteiros, são apenas alguns exemplos

Património Natural

Um verdadeiro santuário natural, com três espaços protegidos: o Parque Natural de Montesinho; o Parque Natural do Douro Internacional; e no coração do nordeste fica o Parque Natureza do Azibo.

Economia e Empresas

Numa zona essencialmente rural a economia assenta na agricultura de subsistência complementada com actividades que começam a ganhar dimensão: a pecuária, a produção de castanha e alguma indústria

Início » Novidades

Mogadouro: Red Burros de regresso ao céu do planalto mirandês a 28 de julho

Enviado por em 11 de Junho de 2012 – 10:05Comente

redburrosO festival aéreo "Red Burros Fly-In" regressa ao céu do planalto mirandês a 28 de julho, adiantou à Lusa fonte ligada à organização do evento.

O "Red Burros Fly In" é um festival aeronáutico que, há três anos consecutivos, se realiza no Aeródromo Municipal de Mogadouro (AMM) e que tem como pontos altos a exposição de vários modelos de aviões e planadores, além de batismos de voo.

"O nome colocado ao evento caiu bem na opinião pública", avançou o vice-presidente da câmara de Mogadouro, João Henriques, explicando que "o ‘Red’ significa o sangue, alma e empenho dado ao festival" e que "a [outra] palavra faz jus a um animal que está na moda e sempre teve ligações à região [o burro]".

A organização espera meia centena de aeronaves, de Portugal, Espanha e França e quer ainda ultrapassar a barreira dos 2.500 espetadores contabilizados em 2011.

Nomes de "topo da acrobacia aérea nacional vão marcar presença no ‘Red Burros’, escusando-se para já a organização a revelar o nome das formações acrobáticas ou pilotos.

“Será um festival semelhante aos dois anteriores: as máquinas voadoras e os burros são as principais atrações, num festival que se vai impondo pelo empenho da organização”, acrescentou o autarca.

A organização avançou ainda que este ano são os pilotos dos mais variados modelos de aeronaves ligeiras que procuram o aeródromo do Mogadouro para assim passarem um dia entre as acrobacias aéreas, às quais se juntam a gastronomia regional, os "afáveis" burros das Terras de Miranda e as paisagens de toda a região dos vales dos rios Douro e Sabor.

A crise que se vive no país, contudo, já se refletiu no "Red Burros", refere a organização, recordando que foram convidados efetivos e meios da Marinha de Guerra Portuguesa, da Força Aérea Portuguesa, bem como da Força Área Espanhola, embora se desconheça ainda a possibilidades daquelas presenças.

 Comentários estão fechados