Home » Novidades

Vinhais: Cidões recebe a Festa da Cabra e do Canhoto

Submitted by on 30 de Outubro de 2012 – 10:08No Comment

cidoes-590x295Amanhã à noite, todos os caminhos vão dar a Cidões. A aldeia do concelho de Vinhais organiza mais uma edição da Festa da Cabra e do Canhoto.

Uma tradição ancestral e de cariz celta, regista a Brigantia. Mas este ano, a organização quer aliar a tradição à modernidade e, por isso, oferece um espectáculo diferente. “Vai ser tudo como nos outros anos, mas tudo muito mais elaborado. Vamos ter deusas celtas a acender a fogueira e um bode gigante que vamos queimar”, adianta Luís Castanheira, da Associação Raízes d’Aldeia de Cidões, salientando que “quem da cabra comer e àquele canhoto se aquecer, um ano de sorte vai ter, principalmente neste ano de instabilidade que todos nós estamos a sentir”.

Esta inovação pretende atrair mais público jovem para garantir a tradição em anos futuros. “Procurámos alargar o público-alvo desta festa às crianças e ao jovens pois, para se manterem as tradições, a malta nova deve estar presente porque eles são o garante da continuidade das tradições”, considera Luís Castanheira. Por isso “temos música celta, o grupo Quadrilha de Sebastião Antunes e o DJ Kitchen que vem dar um espectáculo de música celta”.

A organização conta este ano com o apoio da Câmara Municipal de Vinhais e da Escola Superior de Educação de Bragança. “O ano novo celta, a chamada época escura, começa precisamente a 31 de Outubro e era a época em que os druidas iam para a floresta e invocavam os mortos”, explica o docente Luís Canotilho. “Quando se introduziu a cultura judaico-cristã é que se começou a comemorar o dia de Todos os Santos e o dia dos Finados”, acrescenta, salientando que acredita “que esta é a festa mais antiga que existe dentro dos rituais de Inverno em Trás-os-Montes”.

Além dos rituais das queimadas, dos comes e bebes e da música, a noite também é de travessuras. “Um vizinho nosso tinha um carro de bois lá no curral e trancou as portas de todas as maneiras para que não lho levassem. Mas durante a noite sentiu o carro na rua e foi ver que não o tinha no curral, mas não sabe por onde lho tiraram”, conta Amália Rodrigues, uma habitante de Cidões. “Outra coisa engraçada que eu vi lá no ano passado foi uma televisão que roubaram e puseram lá no meio da aldeia com uma antena muito alta”, refere.

A organização espera receber cerca de mil pessoas amanhã à noite em Cidões e por isso, este ano, a festa também mudou de espaço e vai realizar-se no interior de uma tenda gigante.

Comments are closed.